Existem disponíveis Imóveis

Polémica

Todos contra o 'novo' IMI

Partilhe esta notícia   del.icio.us technorati digg facebook reddit google search.live Stumble this! Twitter

Quinta, 20 de Outubro de 2016 às 23:36

Uma semana depois de ter sido conhecido, o "Adicional ao Imposto Municipal sobre Imóveis" continua a levantar dúvidas e a alimentar ódios junto do sector imobiliário. Mas não só.Ainda não se sabe se, afinal, quem tem dívidas ao Fisco ou à Segurança Social não beneficia da isenção no novo imposto. Assim como não está esclarecido se os imóveis detidos por offshores são (ou não) favorecidos pelo novo imposto.

A Confederação do Comércio e Serviços de Portugal exige, por seu lado, que os imóveis afetos à atividade comercial fiquem isentos do pagamento da nova taxa, tal como o previsto para a indústria e para o turismo. E a Associação Portuguesa de Centros Comerciais veio dizer que  o novo imposto irá agravar em €10 milhões anuais, "a já elevada contribuição tributária que incide sobre a indústria dos centros comerciais".

Recorde-se que o antigo imposto de selo taxava em 1% os imóveis com valor acima de €1 milhão. Já este Adicional traduz-se numa taxa de 0,3% e incide sobre a soma dos Valores Patrimoniais Tributários (VPT) dos prédios urbanos, ou seja, não é propriamente uma imitação do imposto de selo ainda em vigor. 

LEIA MAIS NO EXPRESSO